slideslideslideslide

Como funciona Alternador e Bateria do Carro

Veículos convencionais, pode levar até quase uma hora para a bateria ser recarregada por completo após uma partida? A bateria tem a função de fornecer a corrente necessária para todo o sistema elétrico do veículo. Porém, ela é um acumulador de energia, e não um gerador.

veículos convencionais, pode levar até quase uma hora para a bateria ser recarregada por completo após uma partida? A bateria tem a função de fornecer a corrente necessária para todo o sistema elétrico do veículo. Porém, ela é um acumulador de energia, e não um gerador. Depois de ligado o carro, o alternador – este sim, um gerador – repõe a energia que é retirada da bateria na partida e também durante o funcionamento do carro.

Quando o alternador consegue suprir plenamente o consumo pelo sistema elétrico da corrente da bateria, diz-se que o sistema se encontra em equilíbrio. “Mas se o consumo dos componentes elétricos e eletroeletrônicos exceder a capacidade de geração de energia do alternador, a bateria vai se descarregar”, aponta o Sr. Joel Moreira,técnico em baterias e proprietario da marca Baterias Moreira em Blumenau.

Ele explica que, além de estar limitado por suas dimensões, o alternador opera em função da rotação do motor, de forma intermitente e variável. “Ou seja, quando o motor se encontra em marcha lenta, a corrente gerada é baixa. Por essa razão é preciso se atentar à quantidade de consumidores ligados em situação de marcha lenta prolongada, como em congestionamentos”.

O desequilíbrio do sistema elétrico pode ser causado pela adição de consumidores que não estavam previstos na configuração de fábrica, como um sistema de som mais potente ou uma trava antifurto. Alterações como essas, mesmo que sejam bem feitas, podem consumir mais energia do que o sistema é capaz de gerar. Não adianta apenas colocar uma bateria maior se o resto do sistema não está preparado para recarregá-la na mesma medida: sua vida útil será bem mais curta do que o previsto.

A fuga de corrente em repouso é outro vilão da bateria. Esse problema acontece quando algum componente gera um consumo elétrico que, quando é prolongado, se torna um grande desperdício – como uma lâmpada interna que não desliga ou até mesmo uma frente destacável do aparelho de som mal conectada. Por outro lado, alguns veículos possuem estratégias em suas unidades de comando que mantém alguns componentes alimentados eletricamente mesmo depois do carro desligado. Podem existir também estratégias que “acordam” determinados componentes temporariamente por segundos ou até minutos mesmo sem o contato da chave, e que não devem ser interpretados como fuga de corrente.

Tecnologia do Google TradutorTradutor